Varjão ganha núcleo do Picasso Não Pichava

Posted on Março 29, 2010

0


TAMARA COSTA (para o correiobraziliense.com.br)

Após inúmeros pedidos da comunidade, o Programa Picasso Não Pichava chega ao Varjão, cidade satélite do Distrito Federal marcada pela carência de recursos. A inauguração do novo núcleo acontece nesta quinta-feira (14/08), a partir das 15h, na entrada da cidade.

Segundo Normando Feitosa, subsecretário de programas comunitários da Secretaria de Estado de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF), o núcleo do Varjão é um projeto piloto, resultado de uma parceria da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senap), do Ministério da Justiça, e do Diretório Central dos Estudantes (DCE) do UniCeub.

“Estamos indo além do projeto original. Dessa vez conseguimos abrir o leque e envolver, além das instituições do governo no projeto, Ongs e iniciativas da própria comunidade”, conta. Até então, os núcleos do Picasso Não Pichava eram limitados a ações governamentais.

O programa
O Picasso Não Pichava tem como principal finalidade a mudança de comportamento do jovem, incentivando-o a trocar o delito pichação pela prática da arte do grafite. Por meio carentes de cursos de artes (pintura, desenho, graffite), os envolvidos têm a oportunidade de empregar suas capacidades artísticas e também desenvolver outros padrões de sociabilidade.

No núcleo do Varjão, além das aulas dos cursos de artes, também serão oferecidas lições de música, orientação psicológica, acompanhamento psicossocial, escolinha de esportes, aulas de reforço, entre outras atividades educacionais. Além da finalidade social, a ação visa a capacitação profissional e a inserção dos jovens das comunidades carentes no mercado de trabalho.

Os interessados em participar devem procurar o núcleo do programa, a Adminstração Regional do Varjão ou o DCE do UniCeub para efeturar a inscrição. Quem quiser ajudar, principalmente com parcerias, deve entrar em contato com a Secretaria de Segurança Pública do DF, pelos telefones (61) 3901-5806/5801/5804.

Próximos núcleos
O DF possui apenas um núcleo do Picasso Não Pichava em funcionamento, que é o do Paranoá. Contudo, as comunidades de Sobradinho II, Estrutural, Santa Maria, São Sebastião e Samambaia estão em fase de estudo, e, segundo o subsecretário de programas comunitários do GDF, Normando Feitosa, em breve, devem também ser contempladas.

*Publicada em 08/2008

Posted in: CIDADES